Articles

Senhor, Ensina-Nos a Orar

SENHOR, ENSINA-NOS A ORAR

o Dr. W. A. Criswell

Lucas 11:1

3-9-69 8:15 a.m.

No rádio que você está compartilhando os serviços da Primeira Igreja Batista em Dallas. Este é o pastor trazendo a mensagem intitulada Senhor, ensina-nos a orar. As mensagens hoje em dia foram todas voltadas para um fim Santo e celestial. Estamos nos preparando para o maior apelo evangelístico que qualquer igreja já tentou na história da Cristandade. Nosso povo, de muitas maneiras, estudando, convocando, visitando, censurando, pensando e propondo, fazendo e agindo, prepara-se para participar da grande cruzada das Américas. Os dias estão Sobre nós quase quando esse apelo evangelístico será feito. E quando vier estaremos eminentemente prontos, Deus ouvindo nossas orações e Deus abençoando nosso testemunho.

agora o texto é um verso em Lucas 11:1, “E aconteceu que, como ele estava orando em um determinado lugar, quando ele cessou, um de seus discípulos disse – lhe:’ Senhor, ensina-nos a orar, assim como João também ensinou Seus discípulos.'”

e o texto, “Senhor, ensina-nos a orar” .

há muitos de vocês que visitaram o próximo e o Extremo Oriente. E especialmente no Oriente Próximo, você não poderia deixar de ficar impressionado com a forma arquitetônica das mesquitas Maometanas. Uma mesquita que é usada para um local de culto tem em quatro lados ou pelo menos dois, um minarete alto no qual um muçulmano subirá e, cinco vezes ao dia, chamará os fiéis à oração.

uma mesquita que é um santuário ou um túmulo não terá um minarete. No Cairo é uma grande cidade dos mortos com ruas e quarteirões e casas, milhas dele. Nele você verá muitas mesquitas. São túmulos. São santuários. Mas eles não têm minaretes. O sinal de uma mesquita que é usada para adoração e oração é aquele minarete alto, em espiral e esguio. E cinco vezes por dia, os fiéis se curvam em direção a Meca em ambos os joelhos com as palmas das mãos e com a testa, todos colocados no chão. Dentro da mesquita não há estátua, nenhum ídolo, nenhuma imagem esculpida, mas há sempre um recesso ornamentado, um nicho, ao lado da mesquita em direção a Meca. E ali os fiéis se curvam em oração.E onde quer que o maometano, o muçulmano, possa estar naqueles cinco momentos declarados—ao nascer do sol, Ao Meio—dia, à tarde, ao pôr do sol, no amarelecimento do sol e à noite-eles oram. Estávamos em Beirute em 1955, lá no porto livre comprando um tapete persa Oriental de um Armênio. E quando chegou a hora da oração, ele desistiu de sua barganha e de sua venda, pegou seu tapete de oração, um tapete de oração é um tapete que tem um arco, muitas vezes lindamente decorado com tigelas de flores, com candelabros, com lustres, mas sempre com um arco nele. Não é formalmente equilibrado, superior e inferior. Tem um arco nele. E eles colocam o arco em direção a Meca, e naquele tapete de oração este Armênio se curvou e orou.Agora há muitas coisas na religião muçulmana que são repreensíveis e repulsivas para mim. Por exemplo, a estrutura básica da religião tolera a guerra e a violência contra os não-muçulmanos. Tem tolerado a escravidão. É construído na estrutura da religião. E glorifica o harém e a concubina. A religião muçulmana permite a cada homem quatro esposas. E por dispensação especial de Allah, Maomé, que fundou a fé, tinha onze ou doze ou treze esposas. Um deles era a esposa de seu próprio filho. E quando ele a levou, tão escandalizou seus seguidores que teve que ter uma revelação especial de Allah para salvar a face. Por ciúme insano, a menos que outros homens se apaixonem por suas esposas, ele isolou as mulheres atrás do véu, o que fez mais para encorajar o atraso e a ignorância no Oriente Próximo do que qualquer outro desenvolvimento na vida civilizada. Essas coisas, eu digo, são repreensíveis para mim.

mas há um fenômeno surpreendente que acompanhou a religião muçulmana e, em certa medida, e especialmente na África, ainda o faz. É milagrosamente bem sucedido. E quando você olha para a religião Maometana-e está chegando o dia em que a África será quase solidamente muçulmana; o mundo muçulmano começa em Dakar, na costa ocidental da África, de frente para o Atlântico, e passa pelos milhares de quilômetros até chegar ao fim da Indonésia, que é uma terra muçulmana. O sucesso da religião muçulmana tem sido fenomenal e em certas áreas ainda é.

quando você olha para ele, há razões pelas quais, e eu nomeio dois deles. Um: a simplicidade de se tornar um muçulmano, um maometano. É muito simples. Existem cinco pilares na fé muçulmana, e quando você aceita esses cinco pilares, você é muçulmano. Você é automaticamente um maometano. Um: seu credo simples: “não há Deus além de Allah e Maomé é Seu profeta. E esse credo é tão repetido, e assim dito, e tão enfatizado, até que se torne parte da própria medula nos ossos do mundo muçulmano, a simplicidade de seu credo.O segundo pilar é a oração, cinco vezes por dia curvando-se em direção a Meca.

terceiro: esmolas, dando aos pobres.

quarto: a festa do Ramadã. Ramadan é o nome do nono mês no calendário muçulmano. E do nascer ao pôr do sol eles não comem nem bebem. À noite, à noite, eles podem fazer o que quiserem, e eles fazem.E o quinto pilar da religião Maometana é, se você for capaz, uma vez na vida para fazer uma santa peregrinação a Meca.Essas coisas simples, elas não exigem mudança de coração, nenhuma mudança de vida, nenhuma mudança de nada, exceto aquelas cinco coisas simples. “Não há Deus senão Alá, e Maomé é o seu profeta,” e cinco vezes para orar, dar esmolas aos pobres, para observar a festa do Ramadã, e se você é capaz de fazer esta peregrinação a Meca, então você é um Muçulmano; a simplicidade de se tornar um converter para a religião Muçulmana.A segunda coisa que a torna impressionante e bem-sucedida é sua ênfase na oração. Não há ordem de ministério. Na sexta-feira, o dia santo do maometano, eles devem ir à mesquita para orar. E onde quer que estejam e o que quer que estejam fazendo, cinco vezes por dia devem orar. E o chamado do muçulmano e do minarete que é levantado para o céu, tudo isso é muito, muito impressionante. Como você vê um muçulmano, se ele estiver no deserto, ele lavará as mãos e o rosto, os cotovelos e os pés com areia limpa e orará. Se ele estiver onde há água, ele usará as lustrações da água, o que é impressionante.Quando nos voltamos para a nossa fé cristã, a grande diferença entre a fé cristã e a religião muçulmana é que a fé cristã exige uma mudança na vida e uma mudança no coração. A fé cristã dirige-se ao pecado. E a simplicidade de se tornar um cristão é ainda mais enfatizada e mais perceptível e enfaticamente apresentada do que se tornar um muçulmano. Mas isso implica muito mais na alma humana e na vida humana. Enquanto eu atravessava a África, eu podia facilmente ver o chefe Africano que tem dez, quinze ou vinte esposas pode se tornar um muçulmano e manter todos eles-de alguma forma, quatro de cada vez, manter todos eles. Mas para que o chefe tribal na África se torne cristão, ele deve ter uma experiência com Deus. Ele deve nascer de novo. Ele deve ser salvo .Agora estou dizendo que há uma maior simplicidade no evangelho de Cristo do que há até mesmo na simplicidade de se tornar um muçulmano. Pois não há cinco coisas preocupadas com a fé cristã em sua conversão, há apenas três. Primeiro, para nos tornarmos cristãos, devemos nos confessar pecadores diante de Deus, e devemos nos arrepender de nossos pecados . Devemos buscar perdão por nossos pecados em Deus . Há um denominador comum na vida de todos os homens em todos os lugares, e é isso; somos todos pecadores . Às vezes me perguntam: “quando você prega a um índio da Idade da Pedra na selva amazônica, ou você prega a um selvagem no coração da África, o que você diz?”A resposta é mais simples. Começo nesse denominador comum sobre o qual todos nós vivemos. Somos todos pecadores, a gota negra em cada coração, e quando eu começo lá começo com a vida de cada homem que vive nesta terra, seja ele um índio da Idade da Pedra, seja ele um selvagem no coração da África, seja ele o chefe de uma corporação gigante ou o professor mais brilhante e intelectual da terra. Todos nós estamos nesse terreno comum. Estamos caídos. Somos pecadores. Temos ficado aquém da expectativa e glória de Deus . E estamos conscientes disso. Não há ninguém em lugar algum, senão aquele que está consciente de sua transgressão. Ele sente. Ele sente isso todos os dias de sua vida.A religião cristã se dirige ao pecado, à culpa, à transgressão, à transgressão. E a primeira coisa em nos tornarmos cristãos é que devemos confessar nossos pecados a Deus . Devemos nos arrepender de nossos pecados; devemos pedir a Deus que perdoe nossos pecados .

a segunda coisa simples de se tornar um cristão: devemos aceitar Jesus como nosso Salvador. Admitimos diante de Deus que estamos perdidos, que enfrentamos morte e julgamento inevitáveis e olhamos para Jesus. Recebemos Jesus como nossa esperança e nossa salvação, como nosso Mediador, como nosso tudo em todos. Abrimos nossos corações ao Senhor Jesus. Nós o convidamos a entrar em nossas casas, em nossas vidas, em nossas almas, e dedicamos a ele tudo o que temos e somos. Se você tem uma família, você dá sua família a Jesus. Se você tem uma vida, você dá sua vida a Jesus. Se você tem mãos, você dá suas mãos a Jesus. Se você tem pés, você dá seus pés a Jesus. Se você tem trabalho, você dá seu trabalho a Jesus. Tudo o que você tem consagrar e dedicar ao Senhor Jesus. Essa é a segunda coisa em se tornar um cristão.A terceira coisa em tornar-se cristão é que devo confessar abertamente, publicamente, descaradamente que a fé e esse compromisso no Senhor Jesus: Se confessares com a tua boca que Jesus é o Senhor, e creres no teu coração que ele vive, que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.Porque, com o coração, Cremos em uma espécie de Deus de Justiça—não na espécie de homem de justiça-com nosso coração, Cremos em uma espécie de Deus de Justiça; e com nossas bocas a confissão é feita para a salvação.

é por isso Que, quando o pastor é feito pregação; sempre que ele vai para lá para que a plataforma inferior e exorta as pessoas a vir para o Senhor, para estar ao seu lado, antes que os homens e anjos para confessar a sua fé e o compromisso de sua vida para o Senhor Jesus.Há apenas três coisas na religião cristã que têm a ver com a conversão, com a salvação, e essas são as três. Devo confessar meus pecados e pedir perdão a Deus por meus pecados . Devo receber Jesus em sua graça expiatória. Ele morreu pelos meus pecados, de acordo com as escrituras . Devo receber Jesus como meu Salvador. Devo abrir meu coração ao bendito senhor Jesus. E terceiro eu devo abertamente e confessá-lo como meu Salvador . Quando faço essas três coisas, sou salvo. O Espírito Santo de Deus faz a regeneração e conversão, e ele usa essas três coisas para nos salvar, para nos fazer nascer de novo, para nos tornar cristãos .Agora, se há uma falta na profissão da nossa fé, encontra-se nesta obra, nesta área, nesta parte da nossa vida cristã. “E aconteceu que, quando ele estava orando em um determinado lugar, quando cessou, um de seus discípulos lhe disse: ‘Senhor, ensina-nos a orar'” .Um visitante do exterior disse: “Se eu pudesse colocar o dedo sobre a grande falta no cristianismo Americano, eu apontaria sem hesitação a falta de uma vida de oração eficaz entre os leigos e o ministro.”E quem quer que tenha dito isso, eu li isso em algum lugar, quem quer que tenha dito isso, acho que apontou a tremenda fraqueza de nossa fé cristã, nossa falta de oração. Não vejo ninguém desistindo de seu trabalho e curvando—se para o céu, e não vejo ninguém parando cinco vezes por dia, mesmo em casa, para fazer uma pausa para orar-a falta de intercessão.

nos últimos dias, eu estava em um grupo discutindo programas e métodos e procedimentos para o nosso povo. E naquela noite, quando fui para casa e fui dormir, sonhei que estava em uma companhia de nossos líderes. E estávamos discutindo programas, métodos e procedimentos. E no meu sonho eu tive aquele fardo terrível de que algo está tão faltando, é tão mecânico, lidando com métodos, programas e procedimentos. E eu tive esse sentimento de falta de poder e unção na presença de Deus.Então, em meu sonho, mudou assim como aquele cântico: “a santa Jerusalém, A Cidade Santa.”Em meu sonho mudou e sonhei que o poder de Deus havia caído sobre nós, e experimentei naquele sonho o sentimento que esses apóstolos devem ter experimentado no Pentecostes . Eu estava cheio de poder, presença e glória de Deus. E eu vim a este púlpito e preguei na unção, e o poder, e a Maravilhosa Graça e presença de Deus.Quando Deus formou Adão, ele foi feito do pó da terra. Então Deus soprou em suas narinas o sopro da vida. E foi então que Adão, a terra formada, o pó da terra, tornou-se uma alma viva . Quando a igreja foi organizada pelo Senhor Jesus Cristo, tinha disciplina, tinha doutrina, tinha as duas ordenanças, mas a igreja não tinha o derramamento do Espírito Santo. E era fraco.Simão Pedro, seu principal apóstolo, foi preso diante da presença de uma pequena donzela quando ela disse: “Você não é um de seus discípulos?” . Quando os discípulos viram Jesus ressuscitado dentre os mortos, foram a um deles chamado Tomé e disseram:” ressuscitou dentre os mortos, e os nossos olhos o viram”. E Thomas disse: “Os mortos não se levantam, e eu não vou acreditar, a menos que eu possa colocar meu dedo nas cicatrizes em suas mãos, e enfiar minha mão na cicatriz em seu lado” . Era uma igreja desamparada, uma igreja impotente. Mas quando Pentecostes veio e eles esperaram por essa promessa declarada, dez dias e dez noites em intercessão e em oração , quando Pentecostes veio a igreja subiu no poder, em glória .É por isso que precisamos, com todos os nossos Programas, procedimentos e métodos, da presença e do poder de Deus que vem daqueles que esperam nele em oração .E aconteceu que, quando ele estava orando, quando ele cessou, um de seus discípulos disse: “Senhor, ensina-nos a orar” . Sabes de onde veio isso? Enquanto observavam o Senhor E seguiam seu ministério, chegaram à conclusão de que havia alguma conexão entre sua vida pública de glória e poder e sua vida secreta de intercessão e oração. Havia poder em suas mãos. Havia poder mesmo nas vestes que ele usava. Havia graça, destilada como orvalho de seus lábios. Havia sabedoria em suas palavras. E ele viveu uma vida bela, imaculada e Santa. E enquanto observavam o Senhor e o viam em seu rosto e de joelhos, sob o luar, sob a luz das estrelas, sob os bosques das Oliveiras, enquanto o observavam orar e subir no poder, chegaram à conclusão de que havia uma conexão entre sua vida privada de intercessão e sua vida pública de poder e glória.Jesus foi um grande peticionário. Ele era um grande suplicante. E às vezes ele orava com forte choro e lágrimas , como diz a Bíblia, e ele se levantou daquelas agonizantes intercessões, daqueles momentos e horas de oração em força, na presença e glória de Deus. E os discípulos, vendo o que vinha ter com ele no meio do seu ministério, disseram: “Senhor, ensina-nos a orar” .

na minha Bíblia, e quando eu uso um, eu sempre escrevo no novo,

ele é o melhor que mais se ajoelha.

ele está mais forte que se ajoelha mais fraco.

ele fica mais tempo que se ajoelha mais baixo.De joelhos, curvando-se diante de Deus, orando para que o Senhor adicione suas bênçãos e sua presença a cada método que seguimos, a cada abordagem que fazemos, a cada santo propósito que dedicamos a Deus. Se quisermos falar com os homens, devemos falar com Deus. Se quisermos ter poder com os homens, devemos ter poder com Deus.

não sei se você seguiu as palavras da música que cantou agora mesmo,

Ensine-me a orar, Senhor, ensine-me a orar;

este é o meu coração-chore dia a dia;Desejo conhecer a tua vontade e o teu caminho, Ensina-me a orar, Senhor, ensina-me a orar.Poder na oração, Senhor, poder na oração!

Meu enfraquecido vai Senhor, Tu pode remover;

Minha natureza pecaminosa Tu pode subjugar;

Preencher-me agora com o poder de renovar,

Poder de rezar e o poder para fazer!Viver em Ti, Senhor, e tu em mim, constante permanência, este é o meu apelo; concede-me o teu poder ilimitado e livre, poder com os homens e poder contigo.

você se lembra daquele refrão o suficiente para cantar comigo?Viver em Ti, Senhor, e tu em mim, constante permanência, este é o meu apelo; concede-me O Teu poder, Senhor, ilimitado e livre, poder com os homens, Senhor e poder contigo.

você inclinaria a cabeça e cantaria comigo?Viver em Ti, Senhor, e tu em mim, constante permanência, este é o meu apelo; concede-me O Teu poder, ilimitado e livre, poder com os homens e poder contigo.

bendito senhor, estamos tão desamparados antes mesmo de uma criancinha que diz: “quero dar meu coração a Jesus. Quero ser salvo.”Deus deve fazer alguma coisa. É Deus quem deve regenerar . É Deus quem salva . É o Espírito Santo que convence . É o Senhor que se move, que abre o coração . Mesmo que aquele jovem que foi levado ao pastor na noite passada, ” se você tivesse falado comigo ontem, as palavras teriam sido como nada, mas ontem à noite Deus me condenou pelos meus pecados, E Jesus me lavou e me purificou, e eu quero saber o que fazer. Quero ser salvo.”Ó Senhor, faze o teu trabalho para o nosso povo. Nossas palavras são como sons. Eles são como Sílabas faladas. Eles não têm poder neles, a menos que sejam carregados nas asas do Espírito. Deus deve trabalhar conosco. E nosso Senhor, como testificamos e como testemunhamos, que o Espírito Santo convença o coração destes a quem carregamos a mensagem salvadora da Graça. Então, mestre, na fé salvadora, que eles se voltem para Jesus. Que isso aconteça diante de nossos olhos, como vimos na noite passada. E nosso Senhor, que todos os dias seja um dia de salvação, uma glória para o nosso povo compartilhar, como Deus trabalha conosco em oração respondida.Viver em Ti, Senhor, e tu em mim; permanecer constante, este é o nosso apelo; conceder-nos o teu poder, Senhor, ilimitado e livre, poder com os homens e poder contigo.Que nossas palavras sejam como o martelo que quebra o coração em pedaços e como o fogo que queimaria em nossos ossos. Faça-nos, Senhor, um povo orante, curvado diante de Deus e ressuscitando em sua força e graça. Responde à oração, Senhor, inclina o teu ouvido para ouvir e abençoar com muitos troféus de graça, abençoe o testemunho, o testemunho do nosso povo. E nós te louvaremos e te agradeceremos para sempre, no nome querido de nosso Senhor, Amém.Que Deus abençoe com fruto, com almas, o nosso testemunho para esta semana. E que Deus nos dê famílias, casais e almas hoje. Vamos cantar em um momento, e quando estivermos para cantar, Você, alguém você, “eu dei meu coração a Jesus, confessei a ele meus pecados, e aqui vou eu . Abertamente, publicamente, onde o mundo inteiro pode ver, eu estou confessando minha fé no abençoado Jesus.”Para colocar sua vida na comunhão de nossa querida igreja, para orar conosco, para servir a Deus em nossas fileiras, em Passo de bloqueio, de braços dados conosco, para se juntar a nós, venha esta manhã. Na primeira nota da primeira estrofe vem. E Deus te abençoe no caminho, enquanto estamos de pé e enquanto cantamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.